Início » Dicas de Treino » Como tomar Creatina e quais os efeitos dela?
Dicas de Treino

Como tomar Creatina e quais os efeitos dela?

Entender todos os benefícios de cada uma das fórmulas químicas inseridas como suplementação para os exercícios é de extrema importância para as pessoas que desejam realmente levar a hipertrofia a sério. Um dos mais comuns para quem está começando a pegar mais pesado no treino é a creatina, embora muitas pessoas não entendam exatamente a razão da creatina ser tão importante assim.

Vamos explicar como a creatina ajuda seu corpo a ter um maio rendimento e como você vai tomar creatina dentro de recomendações de quem já faz uso dela há muitos anos.

O que a creatina faz no seu corpo?

A creatina aumenta o que podemos chamar de limite de esforço da sua musculatura. A criação de força pelos seus músculos é feita por uma série de trocas químicas, que transformam compostos e fazem com que o seus músculos possam trabalhar até determinado limite, causando a sensação de queimação depois disso e até impedindo-o de trabalhar mais, dependendo da intensidade do exercício.

Todas essas funções são de extrema importância, pois criam uma barreira de segurança que faz com que nossos músculos não sofram tantos danos devido ao excesso de exercícios. A creatina atua nesse processo químico, fazendo com que ele tenha um novo fôlego e você possa dar ainda mais foco e energia para as suas séries.

Exatamente por isso que não se recomenda o uso da creatina antes de passar pelo básico da hipertrofia, pois ela passa a ajudar quem já está mais avançado nos treinos, sendo um pouco de desperdício para quem ainda está no processo de definição muscular.

Como tomar a creatina?

A creatina deve ser tomada diariamente, com a recomendação de 5g diárias. É importante salientar que, como a creatina tem uma ação mais lenta e em longo prazo que outros suplementos e energéticos, como a cafeína, não faz exatamente diferença do momento do dia em que você a tomará. Algo que faz real diferença é sempre acompanhar a sua creatina com uma boa dose de carboidrato, o que facilita muito a absorção da creatina pela musculatura.

Saturar ou não saturar? Eis a questão!

A saturação é um processo que foi muito defendido por pessoas que fazem uso da creatina. Ela consiste em tomar uma superdose de creatina (cerca de 20 gramas) no primeiro dia de uso e então manter a ração de 5 gramas diárias depois. De acordo com especialistas e pessoas que fazem o uso de creatina há muitos anos, o grande diferencial da saturação é que você começa a ter os resultados de forma mais rápida, não sendo, exatamente, a tática mais interessante para alcançar os resultados ideais.

Outra lenda sobre a dosagem é diminuir a quantidade de creatina nos dias que não houver treino. Basicamente não faz sentido algum, já que comentamos que o real resultado da creatina na sua musculatura começa a aparecer no longo prazo, então o ideal é mantê-la constante.

A creatina e o emagrecimento

Finalmente, é importante relacionar, de forma adequada, o uso da creatina e os efeitos emagrecedores do treino. Antes de tudo, devemos lembrar que a creatina não é termogênica e não aumenta o metabolismo, então, não tem relação direta na queima de energia ou nos processos de emagrecimento.

Entretanto, ela pode ter uma relação indireta com a troca de massa gorda por massa magra, já que ela dá mais resistência para os músculos, que, dentro do circuito de exercícios adequado, pode ser o que você precisa para emagrecer.

Se, em qualquer momento, o uso de creatina gerar qualquer tipo de efeito adverso, interrompa o uso e procure seu médico.

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...