Início » Cuidar da pele » Pele Seca, Acne e Eczema
Cuidar da pele

Pele Seca, Acne e Eczema

A pele é considerada o maior órgão do nosso corpo. Não é apenas uma camada protectora, é um sistema que recebe estímulos de dor, prazer e reguladora da temperatura. A pele é sensível à luz solar. O contacto da luz do sol com a pele em demasia pode causar insolações, escaldões e a longo prazo cancro da pele.

pele seca acne eczema

Pele Seca

A pele seca é extremamente comum em pessoas de idades avançadas. Devido ao excesso de lavagens corporais e fotoenvelhecimento (envelhecimento extrínseco, causado principalmente pela exposição ao sol) a pele aumenta a sua secura. Cada vez mais esta faixa etária recorre a dermatologistas para salvar os “excessos da juventude”. Contudo, a ingestão de líquidos em condições normais, nada tem a ver com o grau de hidratação da pele.

Causas: 

  • Condições climáticas específicas, tal como o frio, o calor, o vento do inverno, o aquecimento e a poluição;
  • Vómitos em excesso (Isto refere-se à desidratação);
  • Excesso de banhos e banhos quentes principalmente;
  • Utilização de sabonetes alcalinos e com álcool;
  • Hereditariedade: algumas pessoas têm uma quantidade menor de lipídios na camada externa da pele. Por exemplo: as pessoas de pele negra têm propensão a terem pele seca.
  • Genética: mutações no gene responsável pela produção da proteína filagrina aumentam o risco de doenças de pele.
  • Problemas hormonais, por exemplo: a menopausa nas mulheres;
  • A idade;
  • A faixa etária infantil, por não possuir hormonas sexuais tem naturalmente a pele mais seca;
  • Hipotiroidismo;
  • Sintomas de doenças de pele, tal como a dermatite de contacto, psoríase, etc.
  • Ingestão de determinados medicamentos, tal como a isotretinoína (tratamento para o acne num estado grave) tem a pele seca como efeito secundário.
  • Ingestão de excesso de vitamina A, que tem o nome de Hipervitaminose A.

acne

Acne (Acne Vulgaris)

É um problema cutâneo que por vezes afecta bebés e afecta sobretudo adolescentes. Estado inflamatório das glândulas sebáceas e dos folículos dos pêlos. A secreção de sebo é produzida pelas glândulas sebáceas, afectadas quando existe acne. Quando existe um elevado número de hormonas sexuais, a secreção de sebo aumenta. Provoca então o aparecimento de espinhas, bolhas e pontos negros em locais específicos tais como o rosto, as costas, peito e ombros. Por vezes os poros bloqueados (como reduzir os poros) infectam causando bolhas cheias de pus. O Acne existe em quatro estados, sendo o último o mais grave.

Grau I: apenas cravos, sem lesões inflamatórias (espinhas).

Grau II: cravos e “espinhas” pequenas, como pequenas lesões inflamadas e pontos amarelos de pus (pústulas).

Grau III: cravos, “espinhas” pequenas e lesões maiores, mais profundas, dolorosas, avermelhadas e bem inflamadas (cistos).

Grau IV: cravos, “espinhas” pequenas e grandes lesões císticas, comunicantes (acne conglobata), com muita inflamação e aspecto desfigurante.

Efeitos Secundários (Psicológicos): Estados de grande ansiedade, diminuição de auto-estima e isolamento.

Causas:

  • ·        Hormonais;
  • ·        Genéticas;
  • ·        Psicológicas;
  • ·        Infecciosas;
  • ·        Dietéticas.

Eczema (Dermatite)

Trata-se de uma inflamação da pele com a formação de pústulas, escamas e crostas. O eczema pode ter partes secas ou produzir uma descarga aquosa. Existem dois estágios desta inflamação, agudo ou crónico.

Dermatite de contacto

Ocorre quando a pele está em contacto com alguma substância. A erupção fica limitada a uma certa área que esteve em contacto com tal substância. As substâncias em contacto com a pele ou com a pessoa podem causar um de dois mecanismos: irritação (dermatite irritativa) ou reacção alérgica (dermatite alérgica).

Sintomas: Vermelhidão ligeira e passageira, e uma inflamação grave com formação de bolhas.

Dermatite Crónica das mãos e dos pés

Dermatite de contacto: é um tipo de dermatite crónica das mãos, que ocorre quando se usam luvas de borracha num uso continuado ou quando se usam substâncias químicas (tal como o sabão).

Pomfolix: doença crónica que aparece nas palmas das mãos, consiste na formação de bolhas escamosas, vermelhas e que expludam.

Infecção Micótica: consiste numa erupção nos pés, sob a forma de bolhas em pequeno formato ou penetrantes erupções vermelhas. Em certos casos, uma pessoa que tenha este tipo de infecção, desenvolve dermatite nas mãos devido à reacção alérgica ao fungo.

Dermatite Atópica

A Dermatite Atópica consiste numa infecção crónica pruriginosa à superfície da pele. Costuma afectar pessoas que têm febre dos fenos ou asma, ou familiares com estas patologias. As pessoas afectadas por esta patologia costumam apresentar outras perturbações alérgicas.

Hereditariedade: Pode ser uma doença hereditária quando existe uma tendência para produzir uma grande quantidade de imunoglobulina E (que consiste num anticorpo), em resposta a estímulos diferentes.

A Dermatite Atópica pode piorar devido a uma série de factores:

  • Stress emocional;
  • Variações de humidade e temperatura;
  • Infecções bacterianas da pele;
  • Contacto com peças de vestuário irritantes à pele, tal como a lã;
  • Algumas crianças podem desenvolver Dermatite Atópica ao ingerirem certos alimentos.

Dermatite Seborreica

Popularmente conhecida como seborreia ou caspa consiste na inflamação do couro cabeludo. Localizada principalmente no couro cabeludo provoca escamas no couro cabeludo e na cara, ocasionalmente noutras zonas. Contudo, os bebés com menos de um mês também são afectados. Este tipo de dermatite provoca uma pequena lesão com crosta, de cor amarela e espessa (chamado o gorro do lactente). Por detrás das orelhas podem ser encontradas escamas, ou escamação, além de pápulas de cor vermelha na face do bebé.

Dermatite Numular

Consiste numa erupção cutânea persistente, aparecimento de bolhas  com a forma de moedas, fazem comichão e apresentam bolhas minúsculas, crostas e escamas. A sua causa é desconhecida, afecta as pessoas de meia idade, é mais frequente no inverno. A erupção pode aparecer e desaparecer sem razão aparente. Aparecimento de manchas arredondadas que tomam a forma de pápulas e vesículas seguidas de um ardor intenso, que expludam e formam crostas. Este tipo de lesões pode aparecer em vários locais do corpo. Aparecem no tronco, mas por vezes são mais visíveis na parte posterior dos braços, pernas ou nádegas.

Nenhum tratamento é eficaz contra este tipo de patologia. No entanto o tratamento consiste em diversos métodos:

  • Antibióticos orais;
  • Cremes e injecções de corticosteróides;
  • Outros fármacos;
  • Terapia com luz ultravioleta.

Dermatite Esfoliativa Generalizada

Este tipo de dermatite afecta toda a superfície do corpo, evoluindo para uma vermelhidão num estado extremo, paralelamente a este sintoma existe a ocorrência de uma grande descamação. Esta patologia pode ocorrer ao ingerir certos fármacos:

  • Penicilina (usada principalmente para infecções bacterianas), é a causa mais comum;
  • Sulfamidas (usada em infecções, queimaduras, tratamento do cancro, doenças inflamatórias intestinais e aplicações contra bactérias Gram negativas);
  • Isoniazida (é usada no tratamento de todos os tipos de tuberculose causadas por bactérias sensíveis, contudo é associada a outras drogas para tal tratamento);
  • Fenitoína (usado no tratamento da epilepsia);
  • Barbitúricos (Usados como antiepiléticos, sedativos e hipnóticos).

Dermatite de Estase

Esta patologia começa por se manifestar numa vermelhidão crónica com escamação, ardor e inflamação (ou tumefacção) afectando a parte interior das pernas. A pele no fim adquire uma cor castanho-escura. É o resultado de uma acumulação de líquidos e sangue por debaixo da pele. A tendência é afectar as pessoas que possuem varizes e inchaço das pernas (O seu nome comum é Edema).

Dermatite por coceira localizada

Consiste numa inflamação crónica  à superfície da pele, provocando uma forte comichão. Os seus sintomas são os seguintes:

  • Secura da pele;
  • Escamação;
  • Aparecimento de escuras e grossas placas, a sua forma caracteriza-se por ser irregular ou de carácter anguloso.

A sua causa é provavelmente devido a factores psicológicos. É frequente entre os asiáticos e os nativos norte-americanos. A faixa etária mais afectada é dos 20 aos 50 anos.

O que fazer para proteger a pele:

  • Mesmo no Inverno use os protectores solares que utilizou no Verão.
  • Não ingira vitamina A em excesso.
  • Não use cremes que sejam antigos e tenham uma consistência estranha e excesso de óleo à vista desarmada.
  • Use chapéus com abas largas na praia para proteger a cabeça dos raios solares.
  • Não frequente os solários;
  • Não use bronzeador solar em excesso;
  • Vigie a sua pele, consuma muita fruta e legumes;
  • Consumo de peixes gordos, o salmão é um bom exemplo (óptimo anti-inflamatório que combate as lesões provocadas pelo excesso de exposição ao sol);
  • Consumo de chá verde, preto ou branco é uma boa forma de hidratar a pele;
  • Ingerir Vitamina A, previne o envelhecimento precoce, o aparecimento de escamas. Promove também a renovação celular e crescimento de pele nova.
  • Colocar óleo de amêndoas doces no pescoço antes de ir para a praia;
  • Utilizar um protector solar adequado à sua pele.

Tenha uma boa relação com o Sol…

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...