Início » Saúde » Pré-eclâmpsia e Eclâmpsia: Sintomas, Riscos, Tratamentos e mais!
Saúde

Pré-eclâmpsia e Eclâmpsia: Sintomas, Riscos, Tratamentos e mais!

A pré-eclâmpsia e eclâmpsia são complicações da gravidez que podem surgir após as 20 semanas de gestação e, em alguns casos, surge somente durante o trabalho de parto ou até mesmo após o nascimento do bebê.

pre-eclampsia na gravidez o que e

As grávidas que desenvolvem a pré-eclâmpsia correm grandes riscos de complicação, como risco de mortalidade tanto do feto quanto da mãe. A seguir, conheça esses dois quadros e como eles podem ser resolvidos.

O que é a Pré-Eclâmpsia

Esse problema é uma complicação que envolve um quadro de hipertensão arterial e perda de proteínas na urina, geralmente se inicia após as 20 semanas de gestação.

Em algumas mulheres, a PRÉ-ECLÂMPSIA pode gerar lesão de órgãos como o fígado, o rim e até mesmo o cérebro.

A pré-eclâmpsia que surge junto da perda de proteínas da urina geralmente se cura após o parto. Há também o quadro que se desenvolve em mulheres que já eram hipertensas.

Sintomas da Pré-Eclâmpsia

Cerca de 10% das gestantes sofrem com o problema e desses, cerca de 75% dos casos são leves e somente 25% são graves. O principal sintoma do problema é a hipertensão que surge após as 20 semanas de gestação, entretanto, outro sintoma comum é a presença de proteinúria, ou seja, a falta de proteínas da urina.

Caso não haja essa falta, o problema é apenas uma hipertensão gestacional. Outro sinal de pré-eclâmpsia é uma piora rápida de inchaços, principalmente no rosto e na mão.

Tratamento da Pré-Eclâmpsia

O tratamento eficaz para o problema é a indução do parto, entretanto, devem ser levados em conta centenas de fatores antes de se tomar essa decisão.

Dependendo da idade gestacional, a indução ao parto pode causar danos ao feto e, por outro lado, se a gravidez não for finalizada, podem existir danos para a gestante.

É preciso avaliar portanto vários fatores e em alguns casos, a mãe é internada para que tenha um acompanhamento mais de perto pelos médicos. A hipertensão deverá ser controlada.

O que é Eclâmpsia?

Esse quadro se caracteriza por ser o mais grave do espectro da hipertensão na gravidez.

A eclampsia ocorre quando há uma ou mais crises convulsivas em mulheres que já possuem a pré-eclâmpsia. A eclampsia é, portanto, uma manifestação mais grave da pré-eclâmpsia.

Grande parte das mulheres com pré-eclâmpsia grave não apresentam eclampsia.

Convulsões e tratamento
Essas crises convulsivas tendem a demorar cerca de 1 minuto e podem acontecer no momento do parto ou em até 48 horas após o parto. O tratamento desse problema é feito com sulfato de magnésio, sendo que a finalização da gravidez é o único tratamento curativo desse problema.

As mulheres com eclampsia que não encerrarem a gravidez podem sofrer com diversas complicações, até mesmo com risco de morte.

É extremamente indicado fazer um pré-natal e ter acompanhamento do profissional, para que problemas como esse sejam identificados o mais cedo possível e assim todas as medidas sejam tomadas para garantir a vida da mãe e do bebê. Converse com o seu médico.

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...